Cabelos

Itens 1 para 15 de 17 total

por página
Página:
  1. 1
  2. 2

Tabela  Lista 

Direção Descendente

Itens 1 para 15 de 17 total

por página
Página:
  1. 1
  2. 2

Tabela  Lista 

Direção Descendente

CABELOS:

O cabelo é um órgão cujas funções são de proteger e regular, e tem uma importância vital para o bom funcionamento de nosso ser. É exclusivo dos mamíferos e sua forma tem características hereditárias e étnicas.

Também dependendo da raça, o cabelo pode predominar e ser mais evidente nos sítios andrógeno dependente em ambos os sexos. O cabelo possui cerca de 20 tipos de células com as mais variadas funções.

Além de formarem os fios, essas células estão ligadas a diversos sistemas do corpo humano - principalmente o nervoso, o circulatório e o imunológico. Funciona também como um isolante térmico, protegendo a cabeça das radiações solares. São tidos também como indicativo de diversas doenças que se manifestam no corpo humano.

TIPOS DE CABELOS:

Os cabelos são os queridinhos da maioria das mulheres, não é mesmo? Mantê-los lindos e saudáveis demanda alguns cuidados especiais. Afinal, quem não ama ter os fios hidratados, brilhantes e cheios de vida?

As madeixas são o símbolo da diversidade. Os fios podem ser lisos, ondulados, cacheados, crespos e cada um tem sua beleza única e particularidade especial.

Devido às diferenças, é necessário atenção na hora dos cuidados, pois, para cada tipo de textura, há um produto adequado.

Quem busca por fios lisos e alinhados, naturalmente não deverá optar por um produto que dá volume ao cabelo, certo? Assim como as cacheadas, em sua maioria, buscam por definição e hidratação dos cachos.

CUIDADOS COM O CABELO:

Você é do time das lisas, onduladas, cacheadas ou crespas? Cada tipo de fio tem sua peculiaridade, por isso, diferentes produtos são criados para alcançar inúmeros resultados e potencializar a beleza dos variados tipos de cabelos.

Além dos tipos, os fios podem ser oleosos, secos ou normais. Esses aspectos podem ser medidos de acordo com a quantidade de óleo que é produzido pelo couro cabeludo. Normalmente, as madeixas lisas são, na maioria das vezes, mais oleosas do que as cacheadas.

E para tratar e manter o cabelos lindos e saudáveis existem diversos produtos que atendem a necessidade de cada tipo de textura. São shampoos, condicionadores, leave-ins, máscaras de tratamento intenso, finalizadores e outros itens ideais para modelar e deixar os fiozinhos indesejados no lugar na hora de fazer aquele penteado com um acessório incrível!


O QUE SÃO AS VITAMINAS PARA O CABELO:

As vitaminas para o cabelo não são medicamentos, não precisam ser prescritas por um médico e não têm contra-indicações. Este suplementos capilares fornecem nutrientes adicionais que dão o “empurrão” necessário para manter o cabelo forte, bem nutrido e bonito.

Além disso, essas combinações de vitaminas, minerais ou derivados botânicos, como o lêvedo de cerveja, por exemplo, também têm um impacto positivo na saúde das unhas e da pele.

COMO INDETIFICAR A NECESSIDADE DE VITAMINA PARA O CABELO:

Para descobrir se o seu cabelo está com a deficiência de alguma vitamina essencial, basta observar bem o seu aspecto. Ou seja, um cabelo saudável geralmente não tem um aspecto ruim e obviamente não precisa de nenhuma suplementação de vitaminas. Por esse motivo, observe principalmente se os seus fios estão caindo mais do que o normal, se o seu cabelo está demorando a crescer, se as madeixas estão apresentando um aspecto frágil e quebradiço, entre outros detalhes que indiquem um cabelo enfraquecido. Caso ainda esteja em dúvida ou tenha notado algumas dessas características, procure um dermatologista para que ele possa fazer uma análise mais detalhada. Além disso, ele também deverá pedir uma porção de exames para ter certeza de que não é algum problema mais grave que está causando o enfraquecimento dos seus fios.

QUANDO TOMAR VITAMINAS PARA O CABELO:

Queda excessiva ou alopecia: Pode ser temporária ou não. A boa notícia é que os casos reversíveis são os mais comuns. Geralmente, a queda é interrompida tão logo comece o tratamento das suas causas;

Cabelos quebradiços, sem brilho ou secos: É uma alteração derivada, normalmente, da secreção sebácea da superfície capilar que faz com que os cabelos pareçam ásperos e sem brilho, facilmente emaranhados e quebradiços;

Caspa: Uma das queixas mais comuns, tem origem em uma aceleração do processo de renovação das células epidérmicas basais do couro cabeludo;

Outros sinais: Fios brancos prematuros, seborreia, problemas de crescimento ou perda de força capilar.

NUTRIETES ESSENCIAIS PARA O CABELO:

Além das vitaminas essenciais para cabelo, também é importante incluir na dieta os nutrientes que são fundamentais aos fios. Os principais deles são:

Ferro: É o nutriente que ajuda no transporte do oxigênio pelos glóbulos vermelhos auxiliando no crescimento dos cabelos visto que a deficiência de ferro, que pode causar anemia, está relacionada à queda capilar;

Zinco: Responsável pela reparação do tecido capilar e manutenção das glândulas sebáceas para produção adequada de sebo;

Proteína: Principal nutriente visto que o cabelo é quase que totalmente composto por proteína. Ela ajuda no crescimento e fortalecimento dos fios.

Os alimentos que podem compor a dieta para ingestão adequada desses nutrientes para o cabelo incluem: ostras, ovos, carne vermelha, espinafre, lentilhas, gérmen de trigo e sementes de abóbora.

VANTAGENS DAS VITAMINAS PARA O CABELO:

  • As vitaminas para o cabelo ajudam a estimular o crescimento, dando brilho e força;
  • Elas nutrem cabelos fracos e delicados;
  • Aumentam a densidade do cabelo, previnem a queda e estimulam a regeneração dos fios;
  • Podem retardar o surgimento dos primeiros cabelos grisalhos;
  • Acalmam erupções cutâneas e reduzem a caspa e a seborreia capilar.

VITAMINAS PARA O CABELO CRESCER:

  • Vitamina A;
  • Vitamina B3 (Niacina);
  • Vitamina B5 (Ácido Pantotênico);
  • Vitamina B7 (Inositol);
  • Vitamina B12;
  • Vitamina E.

VITAMINAS PARA FORTALECER O CABELO:

Agora, se o que você busca é dar aquela fortalecida power nas suas madeixas, vai precisar de:

  • Proteínas /aminoácidos;
  • Vitamina B3 (Niacina);
  • Vitamina B5 (Ácido Pantotênico).

Tal como:

  • Silício orgânico;
  • Ácidos Graxos Ômega 3 e Ômega 6.

VITAMINAS PARA QUEDA DE CABELO:

  • Vitamina A;
  • Vitamina B3 (Niacina);
  • Vitamina B5 (Ácido Pantotênico);
  • Vitamina B7 (Biotina);
  • Vitamina D;
  • Vitamina E;
  • Vitamina B1.

E também:

  • Silício orgânico;
  • Ácidos Graxos Ômega 3 e Ômega 6;
  • Ácido fólico.

POR QUE OS CABELOS CAI:

Alimentação inadequada: O cabelo faz parte do corpo e, portanto, requer certos nutrientes para se desenvolver adequadamente. Essas substâncias são obtidas por meio da dieta. Quando ela não está equilibrada, todo o corpo sofre, até os cabelos;

Problemas de saúde: Algumas doenças, como os distúrbios da tireoide, podem afetar a saúde e o crescimento dos cabelos;

Genética: Estudos mostram que cerca de 60% da população mundial seja portadora de genes compatíveis com a perda de cabelo;

Idade: A partir dos trinta anos, cai a porcentagem de cabelos em crescimento. Ao mesmo tempo, a taxa de regeneração dos fios também diminui;

Estresse e ansiedade:  O estresse no trabalho, uma grande mudança ou a chegada de um novo membro na família, por exemplo, são fatores que aumentam a ansiedade e o estresse e podem ter um impacto no estado dos cabelos.

 

AUXILIA NA DIMINUIÇÃO DA  QUEDA DE CABELO:

Minoxidil: O minoxidil é uma solução disponível nas concentrações 2% e 5%, indicada para o tratamento da alopécia androgênica. Esta substância ativa atua estimulando o crescimento capilar, já que aumenta o calibre dos vasos sanguíneos, melhorando a circulação no local e prolongando a fase de crescimento do cabelo. Saiba mais sobre o minoxidil.

Como usar: A solução de minoxidil pode ser aplicada no couro cabeludo seco, nas regiões em que o cabelo está mais fraco, com a ajuda de uma massagem, duas vezes ao dia. Geralmente, a quantidade que deve ser aplicada é de 1 mL de cada vez, e a duração do tratamento é de cerca de 3 a 6 meses ou conforme indicação do médico.

Quem não deve usar: O minoxidil não deve ser usado por pessoas com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, em grávidas e lactantes. A solução de minoxidil a 5% não deve ser usada em mulheres, a não ser que o médico recomende.

Fitoterápicos:

Ervas e plantas medicinais também têm sido utilizadas para combater a queda de cabelo ou calvície. O alecrim é uma das plantas medicinais mais utilizadas em xampus, condicionadores e cremes para cabelo que auxiliam no tratamento da caspa, retardamento do aparecimento de cabelos grisalhos e na prevenção da queda de cabelo. Já o gingko biloba tem sido indicado por médicos pela eficácia em restaurar o funcionamento do sistema circulatório e melhorar o fluxo sanguíneo, fatores importantes na perda de cabelo.

Vitaminas:

O fator chave para o crescimento do cabelo é uma dieta rica em vitaminas. Todas contribuem para a melhoria dos fios, mas algumas são fundamentais na restauração do folículo, como a vitamina B, uma das melhores para o crescimento do cabelo; a vitamina A, que se não for fornecida nas quantidades adequadas ao corpo, leva à perda de cabelo; e a vitamina E, que ajuda na melhoria da textura dos fios.

Minerais:

A falta de minerais como silício e zinco enfraquece não só o cabelo mas unhas e pele, por exemplo. Para ajuda a evitar e prevenir a queda de cabelo, é importante comer ostras, fígado, leite e farelo de trigo. O zinco tem ação principalmente quando os pacientes são idosos, e os seus cabelos vão ficando finos e frágeis.

Cafeína:

É um estimulante do crescimento do folículo capilar, aumento os queratinócitos, de acordo com a pesquisa do professor Peter Elsner, do Departamento de Dermatologia da Universidade de Jena, na Alemanha.

L-Carnitina:

É responsável pela manutenção do metabolismo energético em todas as células do organismo. Transporta ácidos graxos através das membranas celulares até as mitocôndrias, onde ocorre a beta-oxidação (queima) para serem transformados em energia. Estimula o crescimento capilar do couro cabeludo humano através da redução da apoptose e aumento da proliferação dos queratinócitos da matriz capilar. Também aumenta a resistência física (energia), contribui para o equilíbrio dos triglicérides e ajuda na defesa do sistema imunológico.

SUPLEMENTOS DE CRESCIMENTO CAPILAR:

Atualmente no mercado da beleza, já podemos encontrar diversos suplementos que prometem auxiliar o crescimento saudável dos fios. Eles funcionam como uma reposição de vitaminas essenciais para o organismo, que muitas vezes não conseguimos consumir por meio da alimentação diária a quantidade ideal.

Com isso, eles podem beneficiar os cabelos com o consumo de médio a longo prazo. No entanto, é importante fazer acompanhamento com tricologista e nutricionista para que o melhor tratamento e as melhores dosagens sejam indicadas para seu caso em específico.

BENEFÍCIOS DAS VITAMINAS PARA OS CABELOS:

Vitamina A:
Ajuda a produzir o sebo no couro cabeludo, responsável pela hidratação do fio. Além disso, protege os fios da queda, combatendo os radicais livres causadores deste mal.

Vitamina B2:
Previne o enfraquecimento e consequente queda do fio. Além disso, essa vitamina está ligada ao processo de formação dos fios.

Vitamina B3 (Niacina):
Melhora a circulação sanguínea, estimula o crescimento dos fios, fortalece a fibra capilar e está diretamente associada à prevenção da queda.

Vitamina B5 (Ácido Pantotênico):
Este ácido ajuda a reduzir a queda dos fios por envelhecimento, ou seja, causas naturais. Além disso, fortalece os folículos e células, de maneira que viabiliza o funcionamento adequado dos mesmos. Outro benefício dessa vitamina é que ela abre espaço para o crescimento de novos fios, liberando a pele morta do couro cabeludo.

Vitamina B7 (Biotina):
A vitamina B7 (biotina): funciona para evitar a queda dos fios, tratar a caspa e ainda hidratar a pele. Sua ausência inclusive causa a queda das madeixas por enfraquecimento.

Vitamina B7 (Inositol):

O Inositol também é um tipo de vitamina B7, este é um dos principais nutrientes responsáveis por estimular o crescimento do fio, além de prevenir a calvície. Outra informação interessante é que a falta desta vitamina no couro cabeludo pode causar também irritação da pele e problema nos nervos, além de eczema.

Vitamina B12:
Funciona no processo de divisão celular ajudando no crescimento dos fios.

Vitamina C:
Vitamina com propriedades antioxidantes que produz colágeno, proteína que faz parte de um terço do corpo, incluindo os nossos cabelos. Ela protege os fios dos canos causados pelos radicais livres.

Vitamina D:
Recupera a estrutura capilar e trabalha contra a queda do cabelo. A ausência dessa vitamina enfraquece os fios, deixando-os mais finos.

Vitamina E:
Mais uma vitamina antioxidante. Esta previne os fios brancos, temidos por muita gente. Além disso, estimula a circulação sanguínea do couro cabeludo que, consequentemente, promove o crescimento capilar. É muito poderosa em termos de recuperação de regiões onde houve queda de cabelo e também previne este mal.

Vitamina B1:
Como é uma vitamina conhecida por combater o estresse, é administrada como uma maneira de prevenir a queda. Isso porque o estresse é uma das maiores causas de queda capilar.

Silício orgânico:
Mineral que fortalece e ajuda na resistência e elasticidade dos fios, portanto, é um ótimo aliado contra a quebra e a queda do cabelo.

Magnésio:
Segundo especialistas, a alopecia e a calvície estão diretamente ligadas à falta de magnésio no corpo, portanto, a presença ou reposição deste componente pode prevenir a calvície.

Zinco:
Responsável por manter as o funcionamento das glândulas sebáceas e folículos capilares trabalhando em ordem.

Ácidos Graxos Ômega 3 e Ômega 6:
Estes ácidos fortalecem o fio e previnem a queda, pois fornecem umidade para os fios de cabelo, estimulam nutrientes para o folículo através do fluxo sanguíneo ecombatem o hormônio DHT, responsável pela queda dos fios.

Ácido fólico:
Como está ligado a diminuição da queda e quebra dos fios, também combate o aparecimento dos fios brancos, que naturalmente são mais frágeis.

Aminoácidos e proteínas:
Compõe 90% da estrutura essencial do cabelo, representando praticamente toda a sua massa.

VITAMINAS EM CÁPSULAS:

Normalmente os suplementos vitamínicos e minerais atuam no fortalecimento do bulbo capilar, deixando o cabelo mais maleável e fácil de pentear. A fórmula que inibe a regressão do cabelo, acelerando a recuperação e regulando o crescimento dos fios, também evita a queda de cabelos e de maneira geral contêm Biotina, Zinco, Ferro, Ácido Pantotênico.

As vitaminas em cápsula voltada para a saúde capilar garante um crescimento saudável dos fios proporcionando brilho e evitando as quebras e quedas que geralmente ocorre em indivíduos que não ingerem vitaminas o suficiente. De modo geral, as vitaminas conta com uma combinação de nutrientes importantes para a saúde do cabelo como:

Biotina: Vitamina que faz parte do complexo B e auxilia no crescimento dos fios;

Colágeno: Proteína importante para a saúde do cabelo e que garante mais brilho;

Zinco:  Essencial para a saúde capilar;

Vitamina D: Age nos folículos do couro cabeludo fazendo os fios crescerem;

Magnésio:  Fortifica o cabelo;

Ferro: Estimula no crescimento;

Vitamina E: Proporciona mais brilho;

Niacina: Melhora a circulação do couro cabeludo.

O QUE FAZ NASCER CABELO BRANCO:

O aparecimento dos fios grisalhos pode ser devido à genética, já que a predisposição a ter cabelos brancos antes da idade madura acontece quando essa característica é uma marca da família. O motivo para o aparecimento do cabelo branco é a queda natural da produção de melanina.

Genética:

A genética é a principal causa do surgimento dos fios grisalhos em jovens e não é novidade para a maioria. Se seus avós ou pais tiveram cabelo branco em idade precoce, é provável que você também adquira essa característica. No entanto, fique atenta a idade do início do crescimento dos cabelos grisalhos.

Se essa característica surgir na infância ou no início da adolescência, a causa pode ser devido à problemas na tireoide ou deficiência de cobre no organismo. Assim, é preciso prestar atenção e o recomendado é procurar um médico especializado, como um dermatologista, que poderá avaliar a situação.

Má alimentação:

O nosso corpo carece de uma diversidade de nutrientes para que ocorra o bom funcionamento de todas as células e órgãos. Em relação aos fios brancos, a deficiência de vitamina B12 pode influenciar diretamente na pigmentação dos cabelos, pois é uma das responsáveis por manter a cor das madeixas.

Logo, manter uma alimentação adequada é essencial para evitar o surgimento dos fios brancos. As substâncias antioxidantes encontradas em alguns alimentos como acerola, açaí, tomate, entre outros, podem ajudar a neutralizar os radicais livres que danificam a estrutura e a membrana das nossas células.

É importante lembrar que a melhora da alimentação após o surgimento dos fios brancos não vai acabar com os mesmos, e será uma medida de prevenção para evitar que mais fios apareçam.

Estresse:

O estresse contínuo pode ser um dos motivos do aparecimento dos cabelos brancos. Os hormônios que são liberados durante o processo do estresse podem propiciar uma diminuição da melanina e, assim, os fios perdem a sua cor, tornando-se brancos. Por isso, se você não quer ter cabelos brancos precocemente deve relaxar e aproveitar a vida com bastante calma.

CAUSAS DOS CABELOS BRANCOS:

O cabelo branco em jovens pode ocorrer por motivos que vão além da genética. De acordo com especialistas da SBD, fatores externos como estresse, poluição, alimentação desequilibrada e exposição contínua e desprotegida à radiação solar também podem causar o problema. Isso porque esses são fatores que estimulam o surgimento de radicais livres que comprometem a síntese de melanina, alterando a cor do cabelo.

Voltando a falar de causas internas, os dermatologistas lembram que doenças como tireoidites e anemia perniciosa também podem deixar o cabelo branco precocemente. Então, se você se identifica com o problema, vale consultar um médico. A coloração do cabelo em si não é prejudicial à saúde, mas se for alterada por uma doença pré-existente, é preciso fazer um tratamento específico.

SURGIMENTO DOS CABELOS BRANCOS:

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em geral, o cabelo branco costuma aparecer entre 35 e 45 anos para os caucasianos (indivíduos com a pele branca), entre 45 e 55 para os orientais e após os 55 anos para os negros. Quando isso acontece antes do esperado, passa a ter um nome específico: canície.

CABELO BRANCO PRECOCE:

Existem alguns fatores que desencadeiam o aparecimento dos cabelos brancos e a diminuição da produção do pigmento chamado melanina, tais como:

 

  • Fatores genéticos;
  • Alimentação deficiente em vitaminas B12 e B1;
  • Vícios como fumar, beber bebidas alcoólicas ou consumir drogas, entre outros;
  • Consumo exagerado de café, frituras e temperos em excesso;
  • Tensão e desgaste emocional;
  • Excesso de preocupação;
  • Estresse;
  • Mudanças hormonais;
  • Ter uma alimentação desequilibrada e pobre de nutrientes;
  • Falta da prática de atividades saudáveis, revigorantes e/ou relaxantes;
  • Falta de nutrientes como ferro, cobre, zinco, cobre, ácido fólico e silício orgânico;
  • Problemas de saúde como anemia, esclerose tuberosa, hipotireoidismo ou neurofibromatose.

PREVENÇÃO DOS CABELOS BRANCOS:

Alguns estudos dizem que deficiência de vitaminas, como D e B1 (também conhecida como tiamida) e o ácido pantotênico podem fazer com que o cabelo fique grisalho mais cedo. Dessa forma, adotar uma alimentação focada nessas necessidades e manter um estilo de de qualidade podem ajudar a retardar o aparecimento dos fios brancos.

Levedo de cerveja, carne, fígado, ovos, queijos, sementes, cereais integrais, vegetais verdes e folhosos são alguns dos alimentos que ajudam na produção dos melanócitos, que ajudam na produção do pigmento melanina e retardam o aparecimento dos brancos.

VITAMINAS PARA CABELOS BRANCOS:

Vitamina B5:

A vitamina B5 também é chamada de ácido pantotênico. Conforme pesquisas, este nutriente é indispensável para:

  • Formar anticorpos que melhorem as defesas do corpo;
  • Ajudar a cicatrizar feridas;
  • Prevenir o aparecimento precoce de fios brancos;
  • Combater a fadiga;
  • Favorecer o bom estado da pele, mucosas e cabelo.

Mas, atenção! É importante consumir este nutriente em doses menores que 6 mg durante a gravidez e 7 mg durante a amamentação.

Vitamina B1:

Também chamada de tiamina, a vitamina B1 é essencial para produzir energia através dos carboidratos.

Além de participar no metabolismo de gorduras e evitar o aparecimento de fios brancos precoces, contribui para o funcionamento do sistema nervoso e, assim, aumenta a agilidade mental.

Ainda mais, consumir suficiente vitamina B1 previne complicações graves causadas pela diabetes tipo 2, problemas cardiovasculares, renais e oculares.

Vitamina B12:

Pertencente ao grupo de vitaminas do complexo B, a vitamina B12 desempenha um importante papel no metabolismo, já que converte os alimentos em combustível para produzir energia.

Dessa forma, o ideal seria consumir, pelo menos, 4mg de vitamina B12 por dia.

No que se refere a aparição de fios brancos precoces, essa vitamina contribui para favorecer a repigmentação do cabelo e, além disso, ajuda a manter a cor original.

ESTRESSE DEIXA O CABELO BRANCO:

Apesar de não haver nenhuma confirmação científica de que o estresse seja um dos responsáveis pelo surgimento do cabelo branco, o dermatologista José Carlos Greco aponta que um nível intenso de estresse, tanto agudo como crônico, acelera a oxidação das células e a formação de radicais livres, podendo explicar a rápida proliferação dos fios brancos.

No entanto, existem algumas doenças que precipitam a canície, como o vitiligo e certas doenças causadas por condições específicas de pele. O uso de cloroquina, uma substância quimioterápica utilizada no tratamento de doenças autoimunes e da malária também pode levar ao aparecimento da canície.

ARRANCAR CABELOS BRANCOS:

Muita gente acredita que se arrancar os fios brancos da cabeça, eles nasceram em dobro, mas isso não passa de um mito. Ainda assim, o médico alerta que, em situações de estresse, a queda aumenta, sendo que os cabelos coloridos caem antes que os brancos, por isso temos a impressão que os brancos estão em maior quantidade. Mas tome cuidado: arrancar fios brancos intempestivamente pode provocar uma alopecia por tração.

ALIMENTOS QUE AJUDAM A PREVENIR OS CABELOS BRANCOS:

Lentilha: A leguminosa é uma excelente fonte de vitamina B9 – também chamada ácido fólico ou folato. Tal deficiência pode resultar em cabelos brancos mais cedo do que deveria. A B9 é importante para a produção de metionina, um aminoácido essencial para a cor do cabelo, e também ajuda na produção de DNA e RNA.

Salmão: Alterações nos níveis hormonais podem estimular o envelhecimento precoce, e o salmão contém selênio, um mineral essencial que ajuda a regular a produção de hormônios. A deficiência de vitamina D também tem sido associada ao envelhecimento prematuro. Salmão e outros peixes gordurosos fornecem uma dose saudável, além de outros nutrientes importantes, como ômega 3 e proteínas.

Missô: O missô é usado há muito tempo pelos japoneses para ajudar a manter o cabelo brilhante e saudável. Feito a partir de soja fermentada, ele é rico em enzimas vivas. Não apenas bom para o seu intestino, os alimentos fermentados em geral como: picles, chucrute ou kimchi, são conhecidos por serem benéficos na prevenção do envelhecimento prematuro.

Algas marinhas: Outro segredo japonês da beleza é recorrer às algas para ajudar a manter a cor do cabelo. Uma fonte vegana de colágeno, as algas marinhas ajudam a aumentar naturalmente a saúde dos fios. Elas são ricas em zinco, vitaminas A e C e beta-caroteno, conhecidos por estimular o crescimento e a produção capilar.

Fígado: O fígado está no topo da maioria das listas de alimentos que ajudam a evitar cabelos brancos. Ele é rico em alguns nutrientes que ajudam a manter o fio saudável e pigmentado, incluindo vitamina B12, cobre, ferro e vitamina B9. B12 ajuda nos produtos de DNA e RNA e trabalha com ácido fólico para produzir glóbulos vermelhos, essenciais para manter cabelos saudáveis. À medida que envelhecemos, nossa capacidade de absorver vitamina B12 dos alimentos diminui e a deficiência de vitamina B12 é o principal culpado que contribui para o envelhecimento prematuro.

Chás: Os chás, em qualquer uma de suas versões, contêm altas quantidades de silício.

Este mineral tem a capacidade de fortalecer a composição do cabelo e de potencializar sua cor natural.

Além disso, o silício ajuda a estimular o metabolismo celular, o que retarda o envelhecimento.

Abacate: O abacate é um excelente aliado contra os fios brancos, pois é um alimento rico em cobre. Este mineral é essencial para a produção de melanina e catalase.

Dessa forma, estes dois nutrientes ajudam a decompor o peróxido de hidrogênio que se acumula nos folículos pilosos e favorece o aparecimento de fios brancos.

Níveis baixos de ferro e cobre também estão associados ao envelhecimento prematuro e baixos níveis de ácido fólico resultam em deficiência de melanina, que faz com que as madeixas percam a cor.

HÁBITOS QUE PODEM AJUDAR A RETARDAR E EVITAR OS FIOS BRANCOS:

Pare de fumar:

O tabagismo não só acelera o aparecimento de câncer, mas também é um fator determinante em problemas estéticos, como:

  • O aparecimento precoce de rugas;
  • A calvície;
  • Os fios brancos.

Cuidado com as altas temperaturas:

Mesmo que você utilize produtos para proteger os fios, o calor pode ser prejudicial.

Assim, quem usa de forma constante o secador, a chapinha ou tratamentos de beleza que colocam o cabelo em contato com o calor deve ter muito cuidado.

Desse modo, o ideal seria utilizar estes elementos no máximo duas ou três vezes por semana.

Proteja seu cabelo dos raios UV:

Antes de mais nada, a exposição constante ao sol causa vários tipos de câncer de pele e outros problemas.

No entanto, isso não é tudo. Os raios ultravioletas (UV) podem danificar o couro cabeludo até gerar o aparecimento de fios brancos precoces, por exemplo.

Seria recomendado buscar um shampoo que proteja o cabelo dos raios UV, assim como usar chapéu e evitar passar várias horas sob o sol.

CATALASE - TRATAMENTO PARA CABELOS BRANCOS:

O que é:
A catalase é uma enzima naturalmente produzida pelo organismo e que desempenha papel vital na decomposição do peróxido de hidrogênio e outras espécies de radicais livres altamente reativas. Estudos demonstraram que os níveis desta enzima reduzem-se com o passar nos anos, o que estaria relacionado ao aparecimento dos cabelos brancos, ou até mesmo pode ser um dos fatores etiológicos que justificaria o aparecimento do vitiligo.

Benefícios:

  • Promove e melhora a cor original do cabelo, impedindo danos à estrutura molecular que causam a perda de vitalidade prematuramente;
  • Ajuda a manter a umidade no cabelo e mantém o cabelo brilhante, folículo mais saudável e um cabelo mais grosso;
  • Fortelece e protege as raízes do cabelo;
  • Protege contra irritação do couro cabeludo;
  • Aumenta a capacidade do corpo para produzir o pigmento melanina;
  • Antioxidante e protetor do músculo cardíaco;
  • Estimula a repigmentacão da pele alterada pelo vitiligo.

Estudo Científico:

Os pesquisadores descobriram que o cabelo branco é simplesmente um acúmulo de peróxido de hidrogênio nas partículas de seu cabelo, branqueando os fios por dentro. Geralmente uma enzima chamada catalase decompõe o peróxido de hidrogênio em água e oxigênio, mas à medida que você envelhece, a produção de catalase começa a desacelerar. O resultado? O peróxido de hidrogênio começa a se acumular no corpo deixando os cabelos brancos. E a catalase não é a única enzima que decompõe o peróxido de hidrogênio, a glutationa peroxidase, é o principal antioxidante do corpo que é produzido pelo fígado, e transforma o peróxido de hidrogênio em água. Como a produção de glutationa diminui à medida que você envelhece, precisamos prevenir essa redução. Devido aos maus hábitos o nosso corpo acelera o envelhecimento dos melanócitos, que trabalham para produzir os dois tipos de melanina existentes:  eumelanina (tonalidade fios castanhos e pretos) e a feomelanina (castanho-avermelhados e loiros). 

PERGUNTAS FREQUENTES:

Qual a quantidade de fios de cabelo que caem por dia?

Perdemos cerca de 100 fios por dia naturalmente. A queda que ocorre ao lavar ou pentear é normal e funciona na renovação capilar. Uma pessoa adulta tem de 100 mil a 150 mil fios, que passam pela fase de crescimento e repouso.

Porque o cabelo cai muito?

A oleosidade pode aumentar a queda de cabelo. Isso porque a oleosidade excessiva facilita a proliferação de fungos, causa coceira, descamação do couro cabeludo, o que prejudica os cabelos e faz cair. Mas o tratamento é simples: cabelo bem lavado. Antes do tratamento, é preciso descobrir o motivo da queda.

O que pode ser o couro cabeludo dolorido?

Infecções como a foliculite e o carbúnculo podem afetar os folículos do cabelo e causar sensibilidade no couro cabeludo, tornando-o dolorido, sensível e quente ao toque, sendo mais frequente em pessoas com diabetes, com doenças da pele, como eczema ou aquelas que tenham o sistema imune fragilizado.

O que deixa o couro cabeludo vermelho?

Um couro cabeludo vermelho é tipicamente um sinal de irritação1. Quando o corpo responde, pode enviar mais sangue à superfície da pele para lidar com o agente irritante.

Quais os benefícios da vitamina E para o cabelo?

Previne os fios brancos, temidos por muita gente. Além disso, estimula a circulação sanguínea do couro cabeludo que, consequentemente, promove o crescimento capilar. É muito poderosa em termos de recuperação de regiões onde houve queda de cabelo e também previne este mal.

Como saber se o cabelo está caindo mais que o normal?

Há um teste rápido e eficaz, que consiste em passar a mão no cabelo e depois contar quantos fios ficaram presos entre os dedos. "Até cinco fios na mão é considerado normal. Mais que isso já é algo patológico.

Qual o melhor tratamento para queda de cabelo na menopausa?

Os tratamentos mais comuns envolvem o uso de tônicos antiqueda, shampoos antiqueda, reposição oral de algumas vitaminas, minerais e uso de alguns aparelhos certificados com a tecnologia da LEDterapia.

Quais são as vitaminas indicadas para queda de cabelo?

Vitamina A, vitamina B3 (Niacina), vitamina B5 (Ácido Pantotênico), vitamina B7 (Biotina), vitamina D, vitamina E, vitamina B1.

Qual a melhor vitamina para cabelos fracos?

A biotina é uma vitamina conhecida por estimular seu crescimento saudável e, com isso, combater a queda capilar. A substância está presente em alimentos como peixes, gema de ovo e cereais integrais, suplementos (recomendados apenas por médicos) e também em produtos para o cabelo.

Qual vitamina dá brilho ao cabelo?

Vitamina A, Entre seus muitos benefícios está a alta capacidade de auxiliar na hidratação dos fios. Quando há vitamina A suficiente, é possível notar o brilho e o aspecto saudável dos fios.

Quais são as vitaminas indicadas para fortalecer o cabelo?

Proteínas /aminoácidos, vitamina B3 (Niacina), vitamina B5 (Ácido Pantotênico).

Quais as vitamina que faz o cabelo crescer?

Uma das vitaminas mais faladas, para fazer o cabelo crescer é a Biotina ou vitamina B7. Ela colabora para o crescimento saudável do cabelo e para reestruturação dos fios e a sua deficiência é muito rara.

Qual a melhor vitamina para o cabelo parar de cair?

Biotina. A Biotina faz parte do complexo B e atua na prevenção da queda de cabelo, sendo bastante indicada para evitar a progressão da calvície. Comprimidos de biotina devem ser indicados conforme orientação médica e, geralmente, são de 5 a 10mg por dia.

Qual é a vitamina que faz o cabelo crescer?

Uma das vitaminas mais faladas, para fazer o cabelo crescer é a Biotina ou vitamina B7. Ela colabora para o crescimento saudável do cabelo e para reestruturação dos fios e a sua deficiência é muito rara.

O que causa excesso de oleosidade no cabelo?

Embora o excesso de sebo seja uma característica de cada pessoa - produzido no couro cabeludo pelas glândulas sebáceas -, em outros casos a oleosidade pode ser causada por maus hábitos e atitudes aparentemente inofensivas que praticamos no dia a dia.

O que fazer para acabar com a queda de cabelo feminino?

Um bom remédio indicado para queda de cabelo feminino é o Minoxidil,​ que atua melhorando a circulação sanguínea no couro cabeludo, diminuindo a queda de cabelo, mas geralmente ele é utilizado em combinação com outros medicamentos para que alcance resultados satisfatórios.

Quanto tempo o minoxidil começa a fazer efeito?

Os resultados normalmente demoram de seis a doze meses após o início do tratamento para ficarem visíveis. E é importante ressaltar que, em alguns casos, o minoxidil pode causar uma queda temporária nas primeiras semanas do tratamento. “Este efeito é perfeitamente natural e não há motivo para se preocupar.

Porque o minoxidil faz cair cabelo?

 Acredita-se que o Minoxidil estimula a queda dos fios frágeis para que depois cresçam mais fortes e saudáveis. Esse efeito é temporário e não dura mais que 1 mês.

Quantas vezes por dia passar minoxidil?

Para o tratamento da queda de cabelo, o minoxidil deve ser aplicado uniformemente no couro cabeludo seco. Deve-se aplicar cerca de 1 mL, duas vezes ao dia, com 12 horas de intervalo e depois deve-se fazer uma massagem para que a absorção seja mais eficaz e para ter melhores resultados.

Como saber se o couro cabeludo está inflamado?

Um couro cabeludo inflamado pode apresentar: prurido, caspa, desconforto, sensibilidade, queimação; situações bastante comuns na pele inflamada. Porém, há casos em que os sinais são silenciosos, não trazendo desconforto a quem o acomete, mas, ainda assim, estão presentes.